NOTÍCIAS

O impacto da diversificação

O impacto da diversificação

Inserida num dos corredores principais do Centro Comercial Dolce Vita Tejo, na Amadora, a papelaria Tabipi abriu as suas portas ao público em maio de 2009 e, desde cedo, que o agente Tiago Pires se apercebeu que tinha de tirar o máximo partido da localização privilegiada que detém.

“São vários os fatores que contribuem para um ponto de venda de sucesso, mas inevitavelmente teremos que admitir que a localização é crucial e pode, ou não, ser o fator determinante para que um ponto de venda seja bem sucedido”, começou por admitir.

Ao longo destes sete anos de existência, o empresário tem demonstrado uma enorme preocupação em alargar a gama de produtos que disponibiliza na sua loja. “Com um acréscimo significativo de clientes e, por conseguinte, uma maior demanda de produtos que anteriormente não tínhamos, sentimos a obrigatoriedade de diversificar o leque de oferta, de modo a satisfazer a procura e as necessidades dos nossos clientes”, confessou o empresário, antes de revelar que os artigos mais vendidos no seu espaço são o “tabaco e os acessórios de fumador”.

Dono de um cuidado extremo com a imagem e com a organização do seu espaço, Tiago Pires está ciente de que uma montra bonita e diversificada é um importante chamariz para captar a atenção das pessoas que passam à sua porta. Por isso mesmo, escolhe cuidadosamente os artigos que lá coloca e aproveita cada dia ou época temática para promover diferentes produtos.

Mas a incessante busca pela satisfação dos seus clientes não termina por aqui. Tiago Pires procura tirar partido do impacto que as novas tecnologias têm para o seu negócio e para as suas vendas. “Tentamos sempre melhorar o nível de eficiência da loja, tanto para nós como para os nossos clientes, recorrendo, desta forma, às novas tecnologias como ferramentas de trabalho”, concluiu.

Arquivo